Imagem utilizada em um dos posts de blog em CrossNews do site da Crossfit Barigui.

Row – Dicas básicas de remo

E ai, galera!

Como anda a técnica de remo de vocês?

Se liga nessas dicas que o nosso Head Coach Razera preparou para vocês:

Clique no link para ver o vídeo

O vídeo fala sobre algumas técnicas básicas de remo. São ensinados alguns exercícios fundamentais para treinar separadamente com o objetivo de melhorar a eficiência da remada. Alguns erros comuns são apontados, se você perceber que realiza algum erro, veja cada parte da remada para corrigir.

Abaixo seguem algumas dicas sobre a alavanca de resistência (damper).

  • DAMPER – É uma alavanca ao lado do remo que controla a entrada de ar e varia de 1 a 10.
  •  – Um damper alto permite que mais ar entre no remo. Quanto mais ar, mais difícil fica de girar a ventoinha, e também faz com que ela pare de girar mais rapidamente na fase recuperativa, sendo necessário mais força para acelerar a próxima puxada.
  • – Um damper baixo permite menos ar dentro do remo, fazendo a ventoinha girar com mais facilidade.


Muitas pessoas confundem a posição do damper com nível de intensidade ou resistência. No entanto, a intensidade do treino é controlada por quanto você é capaz de usar suas pernas, tronco e braço para mover o cabo – em outras palavras, quão forte você puxa. Isso serve independente de onde estiver o damper: quanto mais forte você puxar, mais resistência vai sentir. O remo indoor usa a resistência do ar (que é gerada pela rotação da ventoinha), quanto mais rápido você fizer a ventoinha rodar, mais resistência haverá.

Pense em como é remar na agua. Em um barco de corrida ou em uma gôndola, você vai precisar aumentar a intensidade e aplicar mais força para ambos os barcos irem mais rápido. Mas o que você sente de diferente entre os dois barcos para irem mais rápido? Para fazer o barco de corrida ir mais rápido é necessário aplicar força mais rapidamente. Para fazer a gôndola ir mais rápido também precisamos aplicar mais força, mas a velocidade que você aplica é mais lenta ao longo de cada puxada.

O damper entre 1-4 se assemelha com um barco de corrida; com níveis maiores o remo se torna mais um barco lento, como uma gôndola. Independente do damper, você vai precisar aumentar seu esforço para aumentar a intensidade, obviamente.

  • Drag Factor:

Durante cada puxada o monitor mensura quanto a ventoinha desacelera para determinar se você é um barco de corrida ou um barco lento. Esse ritmo de desaceleração é chamado de Drag Factor. Na sua próxima puxada, o monitor usa o drag factor para determinar, a partir da velocidade da ventoinha, quanto trabalho você está fazendo. Assim, você consegue saber de fato qual é o esforço que está fazendo independente de onde esteja o damper.

Qual damper usar?

  • Fazendo alguns testes você vai achar qual nível funciona melhor para você. A Concept recomenda um damper entre 3-5. Foque na técnica, e quando for melhorando você vai perceber que um nível menor de damper te dará resultados melhores nos treinos. Manter o damper alto pode lhe causar fadiga muscular antes que você sinta os efeitos cardiorrespiratórios que de fato é a proposta do remo.
  • Você pode usar damper mais alto para treinar força. Mas lembre que dentro de um wod você não está apenas remando e sua frequência já está bem alta por que você vem de outros exercícios, isso sem contar a pré fadiga muscular de um deadlift que acabou de fazer.

 

Faça um teste:

Reme 100 m mantendo 24 puxadas por minuto e varie entre 1,3,5,7 e 9 no damper.

Veja como se sente. Qual damper te da o melhor resultado?

Referências:  
 

http://www.concept2.com/indoor-rowers/training/tips-and-general-info/damper-setting-101

http://www.concept2.com/news/debunking-myths-damper-setting-stroke-rate-and-intensity

Comente

Leia também

  • Imagem utilizada em um dos posts de blog em CrossNews do site da Crossfit Barigui.
    Saiba Mais
    #IAmBarigui | Vicente Frare
    A edição de fevereiro do #IAmBarigui  está super especial, hoje vamos falar um pouco sobre um dos nossos primeiros alunos aqui na Barigui, Vicente Frare. O...
  • Imagem utilizada em um dos posts de blog em CrossNews do site da Crossfit Barigui.
    Saiba Mais
    Entrevista | Julie Francis e Afonso Miranda
    Anderson Lima, nosso crossfitter, viu no crossFit uma oportunidade para mudar seu estilo de vida e perder peso. O resultado você confere nesta entrevista.

001 / Mercês

Av. Manoel Ribas, 2658, Barracão 7 e 8
Curitiba PR

41 3524.3300

barigui01@crossfitbarigui.com.br

002 / Juvevê

Rua Augusto Stresser, 1619
Curitiba PR

41 3149.0202

barigui02@crossfitbarigui.com.br

crossfit-journal crossfit-kids
icone-certificacoes

Confira nossas Certificações